Secretaria de Finanças participa de audiência pública na Câmara

Publicado em 31/05/2017

Foi realizada nesta quarta-feira, 31, no auditório Antonio Branco da Casa de Leis parnaibana, a audiência pública de prestação de contas do primeiro quadrimestre de 2017 da Secretaria Municipal de Finanças, atendendo à determinação do artigo 4º, da Lei nº 101, de 4 de maio de 2000. O balanço econômico foi apresentado pelo secretário municipal de finanças Vanil Antonio Pontes, acompanhado pelos representantes da Comissão de Orçamento, Finanças e Contabilidade da Câmara Municipal de Santana de Parnaíba, o presidente vereador Pastor Ebenezé de Paula e o membro vereador Luciano Almeida. Também esteve presente na audiência o vereador Alemão da Banca. Segundo o Secretário, a administração municipal havia projetado crescimento de arrecadação em torno de 5% com relação ao mesmo período do ano passado , porém devido ao cenário conturbado da economia nacional, essa projeção não se confirmou, ficando nos mesmos patamares de 2016, mas ressaltou o enfrentamento que o Poder Executivo tem feito para lidar com a forte crise econômica que assola o País, citou como exemplo, a economia em mais de 30% com despesas em iluminação pública, ocasionada pela substituição gradativa de Lâmpadas convencionais pelas de leds, assim como também mencionou a economia de 20% de gastos com água nos equipamentos públicos, após adotadas as medidas de implantação de redutores de vazão colocados nas torneiras. Enfatizou ainda que a administração tem enfrentado a crise com medidas enérgicas de contenção de despesas e redução de gastos, economizando cada vez mais para o município e, principalmente, sem promover demissões no setor público, que tem um quadro de funcionários que consome mais de 31% do orçamento. Sobre os recursos do município, a prefeitura manteve o auto investimento em saúde, com aplicação de 17,84% dos recursos do município, com projeção para esse número chegar à casa dos 24% ainda este ano, sendo que o exigido por Lei é de apenas 15%. Na Educação o investimento foi de 60,08%, superior a meta de 60% estipulada por Lei. O Secretário fez questão de ressaltar que o município quitou em 31 de março, todas as dívidas com precatórios, oriundos de pendências judiciais, herdados de administrações anteriores, demonstrando o equilíbrio das finanças públicas para o exercido deste ano. Perguntado sobre a saúde financeira do município, respondeu: “Vai muito bem obrigado!”.