Camara de Santana de Parnaíba

Mais quatro vetos do prefeito são derrubados



Publicado em 29/04/2015

Na 11ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Santana de Parnaíba, ocorrida nesta terça-feira, 28, entre outras proposituras, foram aprovados dois requerimentos específicos para convocação de secretários municipais, um deles apresentado pelo presidente da Câmara, Ronaldo Santos, em conjunto com os vereadores Nequinho Desanti, Dr. Rogério, Guilherme Correia, Gino Mariano, Agnaldo Moreno, Chiquinho Miguel, Régis Salles e Vicente Augusto da Costa, que solicita ao Secretário Municipal de Segurança Urbana prestar esclarecimentos quanto aos atos administrativos acerca da greve deflagrada pelos Guardas Municipais Comunitários, Agentes de Trânsito, Operadores de Tráfego, Motoristas e Vigias, designando como data para a audiência o dia 14 de maio, às 10h00; outro, de autoria do vereador Chiquinho Miguel, solicita ao Secretário Municipal de Educação, que preste esclarecimentos sobre a Prova Global, aplicada aos alunos da rede municipal de ensino, bem como explicações acerca da aplicação do programa Ensino Mais Fácil. Ainda nesta Sessão, cinco proposituras da ordem do dia foram votadas pelos parlamentares parnaibanos, sendo quatro vetos do poder executivo aos projetos previamente aprovados pela casa de Leis e um Projeto de Lei. O primeiro a ser votado foi o veto do poder executivo ao PL nº 113/2013, que dispõe sobre a ordenação dos elementos que compõem a paisagem urbana do município parnaibano, Projeto “Cidade Limpa”. Na sequência o veto ao PL nº160, que dispõe sobre a fixação de placas com informações da pessoa homenageada com a denominação dos próprios públicos municipais e o veto ao PL nº 166, que dispõe sobre a divulgação dos resultados de exames médicos pela internet, todos os três de autoria do vereador Ângelo da Silva e o veto ao PL nº177/2013, de autoria do presidente da Câmara Ronaldo Santos, que dispõe sobre a reserva de vagas de estacionamento mantidos por centros comerciais, supermercados, farmácias e estacionamentos públicos no âmbito da cidade. Todos os vetos tiveram parecer contrário dos parlamentares e aguardam sanção para virar Lei. Encerrando a ordem do dia, também foi aprovado o Projeto de Lei, nº 045/2015, de autoria da Mesa diretora da Câmara, que dispõem sobre a extinção de cargos vagos na Câmara Municipal.